sábado, 13 de março de 2010

11 de Março de 2010

7 comentários:

Anna disse...

A paz que nos inspiram pequenos quadros com mais de natural do que de humano é indescritível...
O castanho das águas deixa transparecer o quanto os nossos dias têm sido fustigados pela ira do tempo... e assim mesmo, o verde prevalece, em jeito de réstia de esperança...
Instante muito bem captado!
*

Brown Eyes disse...

Linda foto. Beijinhos

Hyndra disse...

Isso parece o Guadiana, perto da Foz de Odeleite. Pode até não ser, mas transportou-me para lá...

Lídia Borges disse...

Um barco solitário entre o azul e as margens, um bater de asas sobre o sonho e o silêncio redentor.

L.B.

Brown Eyes disse...

Vim desejar-te um feliz 2011. Beijinhos

Evanir disse...

Carinhosamente venho desejar
um feliz final de semana.
beijos no coração,Evanir.

Li disse...

Vou acabar com este blog mas vou manter-me noutro novo... gostaria que me continuasses a seguir aqui: longametragem-butterfly.blogspot.com